Portal do Governo Brasileiro

Coordenação-Geral de Educação para as Relações Étnico-Raciais participa de “Workshop sobre microcrédito”.

Quarta, 26 Julho 2017 11:51

cgerer workshop microcredito No dia 05 de julho de 2017 foi realizado pela Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), na sede da autarquia, em Brasília (DF). Um "Workshop sobre microcrédito" com representantes de entidades públicas e privadas para planejarem ações de microcrédito para municípios carentes. A CGERER - Coordenação-Geral de Educação para as Relações Étnico-Raciais da SECADI foi convidada devido ao projeto ter como um dos públicos alvos comunidades quilombolas e prever etapa de formação.

Além do superintendente da Sudeco, Antônio Carlos Nantes de Oliveira, e de técnicos da Superintendência, participam do encontro: o prefeito de Flores de Goiás (GO), Jadiel Oliveira (PR-GO); Domingos dos Santos, da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir); Rodrigo Vilela e Fernanda Niacós, pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB); Miguel Vicente, da Credimais Soluções e Negócios; Carmem Lúcia, do Banco do Povo; Valneide dos Santos, do Partido Socialista Brasileiro (PSB); Silvia Rita de Souza, da Secretaria de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres; Wilma de Andrade, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres; Alex Araújo, do Banco Nacional do Nordeste e Alessandra Brasil, Júlia Zamboni e Alberto Albino, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome(MDS). A CGERER foi representada pelo técnico John Carth, da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) e pela servidora Rosane Pasqual.

O superintendente da Sudeco abriu o evento ressaltando a importância do governo estar próximo ao povo para entender as suas reais necessidades. "Queremos proporcionar com o microcrédito aqui no Centro-Oeste uma experiência similar à que comoveu Bangladesh (país Asiático) anos atrás. Aliás, onde se tentou o microcrédito a resposta foi sempre positiva, por isso queremos ampliá-lo no Brasil. Precisamos, no entanto, de uma infraestrutura mínima e, para isso, o cooperativismo de crédito tem sido a solução. Não é fácil, mas com uma conjunção de esforços e uma preocupação real com os pobres creio que será possível", analisou.

O prefeito de Flores de Goiás (GO), Jadiel Ferreira de Oliveira, gestor do primeiro município que deverá ser contemplado pelo projeto piloto de microcrédito da Sudeco, afirmou que Flores tem grande potencial produtivo, porém, atualmente subaproveitado. "Produzimos frutas, arroz e peixes, especialmente tilápia, da melhor qualidade. O que precisamos é de investimentos, temos que dar dinheiro ao povo para que surjam novos empreendedores. A verba deverá ser destinada, sobretudo, à mecanização dos sistemas e à irrigação das lavouras", comentou.

O público alvo do projeto piloto de microcrédito da Sudeco são os quilombolas e outras populações que se encontrem em situação de vulnerabilidade. A ideia é formular uma política pública que vinculará o microcrédito a centros de capacitação, sendo Flores de Goiás a primeira cidade a ser atendida. A união dessas duas vertentes (microcrédito e capacitação) permitirá emancipar comunidades vulneráveis a partir da cultura delas.

Saiba mais: www.sudeco.gov.br 

Fonte: ASCOM Sudeco (com adaptação)

Arvore
Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial
Fundação Cultural Palmares
Juventude Viva